Terça-feira, 10 de Outubro de 2006

Relogio...

Fomos mais uma vez à Aboim em faro, ao encontro de cerca de 85 crianças, com uma carrinha cheia de coisas, e o coração nas mãos…

Pensei para comigo, “desta vez não vou chorar, e irei estar à altura! Que raio de mulher és tu se fores para lá choramingar à frente de crianças cheias de problemas graves, que te esboçam sorrisos…”!

Confesso que chorei sem que fosse notório, e confesso que tive ganas de trazer um agarrado a mim, sem que tivesse de passar por tudo o que o legalmente aceitável, exige!

Mas não, vim embora, convicta que o caminho para tapar este buraco que sinto no peito, e que sangra cada vez que lá vou, feche e deixe de doer, é realmente trazer um, mas segundo todas as condições legais exigidas…

A questão do tempo, é algo que me intriga… não entendo o porque de ter a vida regida por um relógio, não entendo porque tenho que ter até o corpo regido por um relógio…

Tudo gira à volta do tempo, numa espécie de corrida ao lado dele… todos os dias penso que hoje o dia vai render mais, acaba sempre por parecer pouco perante tanta coisas, que no fim é nada ou quase nada…

O tempo deixa-me inquieta, impaciente e até intolerante!

Começo a detestar quem me faz perder tempo, começo a não ter meias palavras nem introdução… chego e quero logo despachar a coisas, irrita-me o processo de introdução, quero despachar a coisas, e todos parecem não entender…

Não quero ser arrogante ou exigente, quero só fazer render o tempo…

Quero só ter de dizer as coisas uma vez, quero resolver os problemas na sua plenitude, e não uma parcela e deixar outra para amanha!

Quero ter tempo, para aproveitar o tempo…

Estranho não é… sim ate eu penso que sou estranha, e que devia era tomar uns anseoliticos para me acalmar! Mas a realidade é que anda tudo numa dormência estranha, e eu incluída!

O tempo passa, eles crescem, não são adoptados e sabem o que ACONTECE? ENTRAM PARA ESTATISTICAS DA DROGA, DA MARINALIDADE, DA MISERIA, DO DESEMPREGO, DA INFELICIDADE….

Porque não foi resolvido o processo a tempo, porque o juiz não teve tempo, porque os pais não tiveram tempo, porque ninguém teve tempo e o tempo deles é queimado numa instituição e noutra e noutra…

Há quem esteja pior… é verdade, mas também há quem esteja melhor, e o meu pai sempre me disse para se quiser fazer comparações, que seja sempre com os melhores nunca com os piores…

A sensação que tenho é que o tempo é um gigante e perante ele pouco ou naa posso fazer...

 

Sandra Duarte Cardoso

 

publicado por Sandra Cardoso às 20:49

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De chihiro a 11 de Outubro de 2006 às 10:14
Ola Sandra, é com enorme prazer que volto a ler as suas palavras, que infelizmente continuam inundadas de magoa e tristeza, mas é com muito gosto que te volto a "ver" por aqui.

“ Que raio de mulher és tu se fores choramingar á frente de crianças, cheias de problemas graves “ ?? que raio de mulher serias tu se não o fizesses Sandra?

O tempo Sandra? O tempo é infinito, o tempo é eterno nunca acabará, o problema não é o tempo, mas sim o que tu disses-te “quero ter tempo para aproveitar o tempo”, esse é o problema da maior parte dos humanos, a falta de tempo para aproveitar o tempo ou o que de util se poderia fazer com ele, e o que tu desejas não tem nada de arrogante ou exigente, muito pelo contrario, tu apenas desejas que as coisas aconteçam, sem rodeios, burocracias, sem hipocrisias, sem perdas de tempo, para que as estatisticas que falas possam um dia ser apenas uma utopia.

Sandra tu não andas numa “dormência estranha”, pessoas como tu nunca andam num “dormência estranha”, podem sim por vezes, sentirem-se sem forças para continuar a lutar e a defender tudo aquilo em que te envolves, pois o que fazes é sem duvida a maior das batalhas que um ser humano alguma vez terá, pois é uma batalha eterna nunca acabará, e é importante que pessoas como tu existam, que tenham a coragem de chorar sem que os outros notem, tenham a coragem de lidar com todos os conflitos interiores que uma guerra dessas provoca, pois não existe o esquecimento total, e o caminho que tu escolhes-te fazer, vai deixar impressas na tua alma pegadas que serão indestrutíveis.

Quanto a sensação que tens perante o gigante que é o tempo e de nada poderes fazer, lembra-te sempre que, até uma arvore centenária em tempos foi apenas uma semente.

Nunca ninguem conseguirá libertar da dor as crianças os animais ou qualquer outro ser que sofra em qualquer parte do mundo, mas bendita és tu que fazes renascer em muitos deles a coragem para a suportar.

Se tiveres de chorar, chora, se tiveres de gritar, grita, se tiveres de escrever, escreve, mas não o deixes de fazer, por muito “pouco” que penses que consegues fazer, tu pelo menos estás a fazer alguma coisa, e nem imaginas o quanto isso faz a diferença.

A força e a coragem, não provém da capacidade física mas sim de uma vontade indomável, e nisso tu és bem mais “gigante” que o proprio tempo.

Fica bem Poeta e sempre que puderes, sorri.
De Pedro a 13 de Outubro de 2006 às 22:40
É de facto vergonhoso q se demore tanto tempo a preencher papelada para se poder adoptar...Não faz o minimo sentido. Pode ser q um dias as coisas funcionem decentemente...

Comentar post

.o que se pode saber de mim. O resto é um mistério...

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.as mais recentes alucinações...

. Em frente ao mar que nos ...

. Iris

. vamos fazer alguma coisa?

. Eu e a minha malta... nas...

. Maria dos olhos doces...

. ...

. 2 anos...

. ...

. Intercambio de animais!

. Alvaro Charneca!

.alucinações antigas...

. Setembro 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds