Quinta-feira, 26 de Outubro de 2006

Guerreiro Ruivo!

 

Já conheci gajos porreiros, tenho o orgulho de ser amiga de alguns!

Conheci um particularmente especial, um gajo ruivo, duo! Daqueles que parece que nada abala! Daqueles que tudo lhe acontece, daqueles gajos que não são beijados pela sorte, e que o azar está sempre a traz da porta! Daqueles que fazem finta à morte, que a viram de perto, e que não lhe tem medo! Daqueles que quando afirmam tem a força de assumir as suas afirmações, mesmo que na volta de numa boa merda e se espalhem ao comprido. Gosto de homem frontais! Se à coisa que eu odeio são os cobardes e os estúpidos! MAS mais os cobardes, os estúpidos até pode ser genético, falta de inteligência, agora cobarde é falta de fibra, é falta de vergonha na cara e mais que tudo é falta de carácter! Talvez porque tive alguns exemplos de como se deve encarar a vida, de frente, de pé, como os guerreiros, sem medo da morte e com entusiasmo pela vida, sempre fiquei fascinada por personagens que lutaram por serem quem são e por terem o seu papel neste estranho mundo de cobardes… Este gajo de que vos falo, é um homem aparentemente normal, saudável, ruivo, de olhos cor de turquesa e de sorriso malandro! Descendente dos vikings e da raça mais dura de doer do mundo, os cabrões dos Montanheses, que quando marram, ta tudo feito! Por isso sobreviveram a Invernos lixados e a invasões mais lixadas ainda! Talvez o gajo de que vos falo, tenha um gene acesso dos vikings, ou se calhar foi a vida que o tornou teso! A vida ensina umas coisas e ou nos mata ou nos torna mais fortes, já dizia o namorado do Wagner! E é verdade, a vida é semelhante à selva, mas no mundo dos humanos, os fracos safam-se porque se agarram a uns fortes, ou porque vão na boleia dos que dão o corpo ao mandamento! Como aqueles betos que não fazem a ponta de um chaveiro, porque o avo ou o pai andou a roubar tudo e todos no exército, andou a vender armas, ou até manteiga em tempo de guerra, gerando fortuna para safar os vermes que procriou e continuaram o seu nome. Esses gajos são od chamados gajos de sorte, nunca fizeram nada, são uns fracos, normalmente estúpidos e burros, mas nasceram bem, e podem viver medicados com anti depressivos e com umas idas ao casino Estoril para estoirar a guita que o velho nadou 80 anos para juntar… conheço vários, todos negam ser assim, e nenhum é grato a quem lhe deixou tudo… Este gajo teve azar, alias, calhou a parte do ser forte, e teve de começar tudo absolutamente sozinho… nasceu e teve uma ajuda , a partir dai teve que se desenrascar! Andou sozinho no mundo até ao dia em que nasceu uma fotocópia ruiva e cheia de genica! O gajo que vos falo não conquistou a independência de nenhum país, nem sequer escreveu um best seller… é um gajo culto, com estudos e com uma história de vida cheia de aventuras, mas é um gajo que andou sempre sozinho e que a vida não ajudou em quase nada! Ao contrário do que se esperaria vingou, cresceu e construiu o seu mundo! Onde eu tenho a sorte de ser uma das suas princesas! O gajo que vos falo é o meu pai, e faz dia 28 de Outubro 51 anos! Um homem particularmente bonito, que nasceu com 12 dedos, coisa que uma faca velha e uma tesoura resolveram na hora, é forte, saudável e é o meu herói! Parabéns pai! Obrigada por me teres dado o orgulho de dizer que o meu pai é um guerreiro! Amo-te

publicado por Sandra Cardoso às 22:10

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 10 de Outubro de 2006

Relogio...

Fomos mais uma vez à Aboim em faro, ao encontro de cerca de 85 crianças, com uma carrinha cheia de coisas, e o coração nas mãos…

Pensei para comigo, “desta vez não vou chorar, e irei estar à altura! Que raio de mulher és tu se fores para lá choramingar à frente de crianças cheias de problemas graves, que te esboçam sorrisos…”!

Confesso que chorei sem que fosse notório, e confesso que tive ganas de trazer um agarrado a mim, sem que tivesse de passar por tudo o que o legalmente aceitável, exige!

Mas não, vim embora, convicta que o caminho para tapar este buraco que sinto no peito, e que sangra cada vez que lá vou, feche e deixe de doer, é realmente trazer um, mas segundo todas as condições legais exigidas…

A questão do tempo, é algo que me intriga… não entendo o porque de ter a vida regida por um relógio, não entendo porque tenho que ter até o corpo regido por um relógio…

Tudo gira à volta do tempo, numa espécie de corrida ao lado dele… todos os dias penso que hoje o dia vai render mais, acaba sempre por parecer pouco perante tanta coisas, que no fim é nada ou quase nada…

O tempo deixa-me inquieta, impaciente e até intolerante!

Começo a detestar quem me faz perder tempo, começo a não ter meias palavras nem introdução… chego e quero logo despachar a coisas, irrita-me o processo de introdução, quero despachar a coisas, e todos parecem não entender…

Não quero ser arrogante ou exigente, quero só fazer render o tempo…

Quero só ter de dizer as coisas uma vez, quero resolver os problemas na sua plenitude, e não uma parcela e deixar outra para amanha!

Quero ter tempo, para aproveitar o tempo…

Estranho não é… sim ate eu penso que sou estranha, e que devia era tomar uns anseoliticos para me acalmar! Mas a realidade é que anda tudo numa dormência estranha, e eu incluída!

O tempo passa, eles crescem, não são adoptados e sabem o que ACONTECE? ENTRAM PARA ESTATISTICAS DA DROGA, DA MARINALIDADE, DA MISERIA, DO DESEMPREGO, DA INFELICIDADE….

Porque não foi resolvido o processo a tempo, porque o juiz não teve tempo, porque os pais não tiveram tempo, porque ninguém teve tempo e o tempo deles é queimado numa instituição e noutra e noutra…

Há quem esteja pior… é verdade, mas também há quem esteja melhor, e o meu pai sempre me disse para se quiser fazer comparações, que seja sempre com os melhores nunca com os piores…

A sensação que tenho é que o tempo é um gigante e perante ele pouco ou naa posso fazer...

 

Sandra Duarte Cardoso

 

publicado por Sandra Cardoso às 20:49

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.o que se pode saber de mim. O resto é um mistério...

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.as mais recentes alucinações...

. Em frente ao mar que nos ...

. Iris

. vamos fazer alguma coisa?

. Eu e a minha malta... nas...

. Maria dos olhos doces...

. ...

. 2 anos...

. ...

. Intercambio de animais!

. Alvaro Charneca!

.alucinações antigas...

. Setembro 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds